quarta-feira, 3 de junho de 2009

O SPAM

Sempre que sobra um tempo livre, dou uma passada no blog do Antonio Prata. Gosto da maneira como ele escreve, principalmente da forma como ele transforma coisas da vida prática em textos deliciosos, relacionando um lembrete da irmã, fixado no banheiro, com seriados humorísticos; idas à locadora com a transformação do espaço urbano e etc. Em viagem aos EUA, ele postou a explicação [correta] do termo SPAM, que nos acostumamos a ouvir desde a época em que nossas caixas postais começaram a ficar abarrotadas desse lixo eletrônico. Muito bom. Clique aqui para ler.
Abraços.

3 comentários:

Júlia disse...

Muito legal, sor!
rsrsrsrsrsss
Bjos!

Beatriz Bonafé disse...

Presunto?!? Hahahahahaha
Legal! Nunca parei pra pensar de onde viria SPAM.
Estava olhando o blog, e achei uma marca de feijão que tem o nome de Bush. Sempre acreditei que feijão enlatado deve ter um gosto estranho. Isso sem falar que eles colocam açúcar, não sal.
"Bush foi um presidente que virou feijão. Mas há quem ainda reze todo dia para que ele vire presunto."

Carlos Assis disse...

Hahaha! É interessante mesmo, né Bia!?

Abraços.